Tipos de Cirurgia Bariátrica

A cirurgia bariátrica surgiu como uma forma assertiva no tratamento da obesidade. Em muitos casos a reeducação alimentar, bem como os exercícios físicos não são suficientes para a perda de peso. Nessas situações, esse tipo de intervenção é a mais indicada para mudar a vida dos indivíduos que sofrem com esse problema. São vários os tipos de cirurgia bariátrica, falaremos sobre todos eles no decorrer deste artigo.

Sua importância para a saúde do ser humano é tamanha, visto que, os pacientes que já passaram por essa cirurgia e seguiram o pós-operatório corretamente, relatam que o procedimento transformou não só o modo como lidam, agora, com suas vidas, mas, também, o relacionamento com a comida.

Certamente, essa intervenção é uma alternativa que salva as pessoas de doenças mais graves relacionadas a obesidade, assim como devolve ao indivíduo uma vida mais saudável e produtiva, pois no processo de emagrecimento é possível voltar a ter uma vida normal, ou seja, trabalhar, caminhar, praticar atividades físicas e se entreter mais com a família e com os amigos.

Tendo em vista as melhorias que a cirurgia bariátrica proporciona ao ser humano, no final de 2014 o Ministério da Saúde reduziu de 18 para 16 anos a idade mínima para a realização dessa intervenção pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Essa medida se deve, também, ao grande número de obesos adolescentes na sociedade e aos diversos tipos de Cirurgia Bariátrica.

Os jovens acima do peso são os que mais sentem os efeitos dessa doença, já que estão iniciando a sua vida e muitos não podem estudar ou trabalhar devido aos problemas que a obesidade acarreta.

Todavia, mesmo sendo bastante divulgada pela mídia e falada, constantemente, como uma forma revolucionária no combate a obesidade, ainda restam diversas dúvidas em relação a esse procedimento.

Muitas pessoas não sabem, por exemplo, que existem diferentes técnicas de intervenção reconhecidas pela CFM (Conselho Federal de Medicina). Sendo assim, nesse artigo iremos esclarecer algumas questões mais recorrentes para quem deseja fazer a cirurgia bariátrica.

Cuidados e procedimentos para os Tipos de Cirurgia Bariátrica

Antes de conhecer os diferentes tipos de cirurgia bariátrica é necessário saber que não é qualquer pessoa acima do peso que poderá escolher por essa intervenção.

Afinal, o processo é bastante incisivo e requer uma avaliação médica contínua que vai determinar o grau de obesidade da pessoa, tempo de evolução da doença, tentativas de tratamento anteriores e doenças associativas presentes.

Quando o profissional obtém todas essas informações do paciente e decide que não há outro meio de tratamento, recorre-se, então, a cirurgia bariátrica. O médico, também, é quem vai definir qual a técnica que será utilizada, pois somente ele sabe do quadro clínico do paciente e sabe o que é melhor para a sua saúde a curto, médio e longo prazo.

Diante disso, conheça agora os tipos de Cirurgia Bariátrica.

Tipos de Cirurgia Bariátrica

Ilustração dos Tipos de Cirurgia Bariátrica

1 – Procedimento restritivo: Para a diminuição de ingestão de alimentos

Banda Gástrica Ajustável

Essa é a cirurgia mais simples, pois se trata de colocar uma banda que dividirá o estômago em duas partes. Dessa forma, uma área ficará menor do que a outra, o que permitirá que o paciente se sinta mais satisfeito com pouca ingestão de comida.

As vantagens dessa cirurgia, além do consumo baixo de calorias, é a perda do excesso de peso em uma variação de 28 a 87%. Há, ainda, o benefício de reversão do processo e/ou o aumento ou a diminuição da área restrita.

Há riscos nesse procedimento também, assim como qualquer outra cirurgia, por isso é importante que o paciente saiba que, em alguns casos, a pessoa pode necessitar de uma operação adicional para a retirada da banda, se houver perfuração gástrica ou desgaste da parede.

Do mesmo modo, em algumas pessoas essa cirurgia pode não ter o efeito desejado, ou seja, o paciente pode não ter a satisfação necessária ao comer e, com isso, não perder o peso mandatório para a melhora de sua saúde.

Gastrectomia Vertical

Geralmente esse procedimento é recomendado para pacientes que tenham um quadro de obesidade mórbida ou de alto risco. Nessa cirurgia há cortes, sutura e uso de grampos no estômago.

Alguns estudos sobre essa intervenção constataram que esse procedimento é altamente seguro em termos de morbimortalidade, com adequada diminuição do IMC e perda do excesso de peso.

Em relação aos riscos, pode acontecer de o paciente sofrer ganho de peso tardio.

2 – Procedimento Disabsortivo: Causam absorção incompleta do alimento

Nesse processo a anatomia do intestino delgado do paciente é alterada, isso ocorre para facilitar e desviar os sucos biliares e pancreáticos para que encontre o alimento ingerido. Com isso a absorção de nutrientes e calorias são reduzidas também.

Esse procedimento é dividido em dois tipos:

Desvio Biliopancreático

Nessa cirurgia há a remoção de ¾ do estômago. Isso é necessário para que haja a restrição da ingestão de alimentos, além da redução de saída do ácido. O intestino delgado, por sua vez, é dividido, sendo que uma parte dele é ligado a bolsa do estômago criando, assim, o tubo alimentar, onde o que é ingerido passa por esse caminho, mas é pouco absorvido.

Em relação aos sucos biliares e pancreáticos, eles passam pela alça biliopancreática que está na parte lateral do intestino próximo a extremidade. Ele fornece sucos digestivos no intestino que agora é denominado alça comum.

Desvio Biliopancreático com Derivação Duodenal

Esse procedimento é uma variação da cirurgia apresentada no tópico anterior. Nele, a remoção do estômago é restrita à margem externa. O duodeno, primeira parte do intestino delgado, é dividida para que a drenagem pancreática e biliar seja desviada.

Essa cirurgia permite que o paciente consiga ingerir uma quantidade maior de alimentos. Da mesma forma, a perda de peso pode variar de 74% em um ano e 91% em torno de cinco anos. No entanto é necessário que a pessoa se submeta a uma dieta equilibrada com suplementos e exercícios físicos.

3 – Procedimento Misto

A Gastroplastia com derivação em Y de Roux é um dos procedimentos mais realizados no Brasil. A cirurgia permite que haja um grampeamento no estômago gerando, assim, uma bolsa nesse órgão. O restante não é descartado, mas devido ao procedimento se mantem separado.

4 – Técnica Alternativa

O balão intragástrico é um dos procedimentos mais simples de cirurgia bariátrica, pois consiste na colocação de uma prótese, por via endoscópica, no interior do estômago. Isso garante a diminuição na ingestão de alimentos.

Todavia, esse processo não é definitivo e sim transitória, já que em um prazo de 4 a 6 meses o balão precisa ser removido. Desse modo, a cirurgia é recomendada para pacientes que tenham um IMC que não exige um procedimento mais invasivo, mas que precisam emagrecer.

É indicado, também, para as pessoas que não apresentam um quadro clínico satisfatório, ou seja, que estão com alguma doença que os prejudique. Assim, após o emagrecimento a saúde volta ao normal e o balão poderá ser removido.

Dúvidas frequentes sobre tipos de Cirurgia Bariátrica

É comum que os pacientes obesos, que estão procurando informações adicionais sobre esses procedimentos, tenham inúmeras dúvidas sobre as cirurgias, afinal, todas elas são bastante assertivas, mas não deixam de ser intervenções pouco usuais.

Nesse caso, separamos em tópicos algumas questões que podem surgir nesse processo de pesquisa. Acompanhe e esclareça suas dúvidas.

Tempo médio de duração da cirurgia

Não há como mensurar, precisamente, o tempo de duração de cada procedimento, pois isso vai depender da situação de cada paciente, bem como possíveis complicações e, também, do médico que realizará a cirurgia. Porém, estima-se que as intervenções mais simples durem cerca de 30 minutos e as mais incisivas podem chegar a 2 horas, aproximadamente.

Tipo de anestesia

O tipo de anestesia utilizada é a geral.

Perda de peso

A perda de peso do paciente ocorre devido à restrição alimentar que é submetido com a cirurgia.

O procedimento permite pouco acúmulo de calorias no organismo. Com a banda gástrica, por exemplo, o paciente consegue perder de 20% a 30% do peso inicial. Já, de acordo com os outros tipos de cirurgia, essa média pode chegar a 50%.

Pós-operatório dos tipos de Cirurgia Bariátrica

O período de internação do paciente varia de 2 a 3 dias, no entanto, as atividades do dia a dia só poderão ser retomadas após 10 dias de repouso. Carregar peso ou exercícios intensos só são perdidos depois do 1° mês operatório.

Quanto à dieta do paciente, essa também deve ser levada em consideração, visto que todos os hábitos alimentares da pessoa mudam drasticamente depois da cirurgia. Na primeira semana, por exemplo, o indivíduo deve, apenas, se alimentar de líquidos. Já na segunda semana a comida deve ser ingerida em forma pastosa.

Somente a partir da quarta semana é que alimentos sólidos podem ser incluídos na dieta, porém a sua ingestão deve ser com cautela. É necessário o uso de suplementos que irão ser indicados pelo profissional que está acompanhando o paciente.

No mais, é necessária paciência e cuidado, pois, como se trata de uma intervenção no estômago toda cautela ainda é pouca. A perda de peso será gradativa e as pessoas irão sentir os benefícios do procedimento a curto prazo.

É imprescindível que o paciente siga todas as orientações do médico. Qualquer atitude fora dos padrões de recuperação podem acarretar diversos imprevistos a pessoa.

Ganho de peso

Muitos pacientes têm receio de recuperar o peso que tinham antes da cirurgia. Especialistas no assunto garantem que o ganho de 10 a 15 do peso mínimo exigido é normal. Porém, caso haja um aumento mais acentuado isso torna se um problema, pois é sinal de que  a pessoa abandonou, totalmente, o programa de emagrecimento e retomou os seus maus hábitos.

Em muitos casos os pacientes precisam de um acompanhamento psicológico para ajudar nesse processo de transformações. A terapia é essencial tanto antes da cirurgia quanto após a intervenção, já que auxilia o paciente a se enxergar em um novo corpo e, também, a lidar com o desequilíbrio alimentar, bem como a ansiedade.

Um paciente que tem ciência de todos os processos que irá passar e se mantêm equilibrado para aceitar os desafios da nova vida, tem mais chances de ter um pós-operatório mais tranquilo e uma rotina longe da obesidade.

Empenho e determinação são as palavras chaves da vida de um recém operado.

Uma nova vida, um novo recomeço com os tipos de Cirurgia Bariátrica

A grande maioria das pessoas obesas ainda sofrem com esse problema, mas tem medo de se submeter a uma cirurgia bariátrica. O que esses indivíduos desconhecem é que o procedimento é bastante comum, hoje em dia, no campo médico.

Conforme dito anteriormente, as pessoas que estão acima do peso sofrem restrições que as impede de viver e, até, de se relacionar com familiares e amigos. Elas acabam se isolando em um mundo particular de tristeza e decepções. Isso acarreta em um ciclo vicioso onde todas as frustrações são compensadas com comida e, consequentemente, aumento de peso.

Jovens e adultos que passam por essa situação devem consultar um especialista e discutir com eles a possibilidade de uma intervenção como essa para melhorar a sua qualidade de vida.

Muitas vezes a falta de informação e os receios construídos ao longo dos anos são um grande impeditivo para a realização de algo tão benéfico para a saúde. Sendo assim, se for o caso, faça terapia e exponha a esse profissional todos os seus receios e anseios dessa nova empreitada.

Na internet há diversos sites de especialistas que explicam quais são os métodos mais indicados para cada caso, porém, nada disso substitui um tratamento presencial.

Leia casos ou converse com pessoas que já passaram pela cirurgia bariátrica. Questione, esclareça dúvidas, conheça um pouco mais sobre o antes e o depois desse indivíduo, peça conselhos e indicações de profissionais competentes que possam te ajudar.

Busque, também, o apoio da família, pois somente as pessoas mais próximas é que vão te auxiliar nesse momento.

No mais, há uma forma bastante assertiva de não sofrer e poder aproveitar a vida. Basta coragem, determinação e paciência. Jovens e adultos tem essa alternativa de ser feliz, por isso não perca tempo e busque a realização dos sonhos em um corpo mais saudável.

Viu quais são os tipos de Cirurgia Bariátrica? Compartilhe com seus amigos!

Não deixe de conferir nosso artigo sobre redução de estômago!

Uma ideia sobre “Tipos de Cirurgia Bariátrica

  1. Pingback: Gastroplastia - Blog da Redução de Estômago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *